Mala pronta em 3,2,1!

Viajar é sempre bom, nem que seja por poucos dias. O simples fato de podermos estar num lugar diferente, com paisagens e pessoas novas, já renova as nossas energias.

Semana que vem tem feriado de 7 de Setembro e mesmo que caia numa quarta, muitos escolhem esta época para sair um pouco da cidade e espairecer. Pensando nisso, resolvi fazer um post com algumas dicas bem úteis para quando precisamos arrumar a mala.

Ainda que você vá para um lugar perto, talvez vá ficar poucos dias fora ou nem mesmo vá viajar agora, todas estas dicas vão te ajudar a ter mais prática na hora de organizar a sua bagagem para qualquer viagem.

38bef40222c0aee52b4344c87f17708b

Anota aí:

Começar fazendo uma listinha do que você precisa levar é muito importante para não esquecer nada depois.

Depois da lista, a segunda etapa mais importante é saber qual tamanho de mala levar. Escolha a que tiver o tamanho ideal para caber aquilo que você vai precisar levar de acordo com o tempo que vai ficar, o clima do local e a programação que você vai fazer por lá.

Resista a tentação de querer levar o guarda-roupa inteiro, leve peças curingas que podem ser usadas em várias combinações. As roupas básicas e em cores neutras são as melhores opções. Isto vale para calçados também!

Na hora de colocar as roupas na mala, arrume as peças que não tem problema amassar no fundo e deixe as mais delicadas e fáceis de amassar por cima. Quanto a dobrar, dobre perto das costuras para evitar marcas. As peças que não amassam ou que podem amassar, você pode enrolar para economizar espaço na mala.

Leve um cabide para caso precisar esticar alguma peça depois que tirar da mala. Se precisar pendure o cabide no banheiro enquanto toma banho para ajudar a desamassar com o vapor da água.

Antes de colocar na mala, embale os sapatos em saquinhos ou com uma touca de banho para proteger a sola do sapato.

Para não correr o risco de algum produto vazar na mala, Tire a tampa do recipiente, cubra a abertura com um plástico e depois coloque feche com a tampa de novo.

Também é importante guardar os produtos de higiene pessoal, cosméticos, remédios, roupas intimas e roupas de banho em frasqueiras ou saquinhos separados.

Os cabos de carregadores e fones de ouvido podem ser guardados em caixas de óculos.

Leve um saco extra para colocar as roupas sujas depois.

Por último, para ficar por cima de tudo e, assim, mais fácil de achar, coloque o pijama e as roupas íntimas.

7f41f2b8241c21804c39bf6c7edfeb07

Vale lembrar que todo cuidado é pouco quando se vai viajar, por isso os serviços de seguro e assistência de viagem são importantes para garantir a sua tranquilidade e segurança. Clique aqui para aproveitar os cupons de desconto nos serviços da Mondial Assistance.

Foto: reprodução.

Plano Bê: louca de primeira viagem

“A loucura, longe de ser uma anomalia, é a condição normal humana.

(…) ter consciência dela e ela ser grande é ser gênio”.

Fernando Pessoa

roadtrip

A louca estava no meio de um quarto bagunçado tanto ou mais que seus pensamentos. Folhas de papéis se confundiam e palavras se declaravam em cada canto. Olhou em volta e viu que nunca havia se dado conta do quanto acumulava história. Fotos, amigos, cadernos que guardavam seus segredos, objetos que um dia foram importantes e que ela nunca mais teve coragem de jogar fora porque odiava a sensação de ter que deixar algo ir, de perder. Ela tinha medo de ser esquecida por isso guardava tanta coisa, carregava tanta gente. Será que isso era loucura?

Num canto, a fumaça cálida de um incenso dançava um balé sereno enquanto perfumava o ambiente e no céu tinha uma lua tão linda que ela podia ouvir aquela luz tocando as folhas lá fora. Era lindo poder perceber aquilo que ninguém nunca viu e ela se perguntou se isso é que era a loucura. E no mesmo instante se lembrou de que no juízo daqueles que caminhavam com ela, ela pertencia à categoria dos “loucos” desde sempre e para sempre, e se algum dia foi diferente não se lembrava. Ela não se lembrava de não ser louca. Não se achava louca, mas não tinha certeza sobre o que é ser sã.

Na verdade ela não sabia o que era a loucura, essa era uma questão pendente na sua vida que ela nunca resolveu completamente. É que ela preferia achar que loucura era uma coisa muito legal já que energias ruins afastam as pessoas e todos os que a chamavam de louca estavam sempre por perto. Deduziu isso por pura e simples reflexão lógica e essa dedução a deixou curiosa. Agora ela queria respostas sobre o que era e até onde podia chegar se continuasse de mãos dadas com a insanidade. Sobre quanta história poderia acumular.

Se ela estava buscando respostas é porque aceitava o título. Então ela era uma louca consciente? Será? “Não sei” era a resposta que veio à cabeça e a que mais estava presente no seu vocabulário ultimamente. Algumas coisas não têm mesmo resposta e este é o charme da loucura. Sentia cada célula do seu corpo respirando, se enchendo de ânimo e querendo viver. Ouviu um barulho. Seria a loucura chegando? Finalmente iriam se conhecer. Mas não, era apenas seu coração que pulou do peito e saiu correndo na frente pra mostrá-la que louca ou sã, o importante é viver aqui e agora. Neste tempo exatamente do jeito que ele é. Desde que descobriu que a vida é uma viagem, embarcou de mala e cuia porque ela sabe que todas as viagens valem a pena.

Pronto! Sua pendência com a loucura estava resolvida. Decidiu que não se importava de ser chamada de louca, porque cada um escolhe a maneira como vai deixar as coisas do mundo interferirem na sua vida e nos seus sonhos. E, no dicionário dela, “louco” era sinônimo de “destemido”. No dia a dia dela a sua loucura iluminava os cantos mais sombrios e tudo acabava em riso. Sua loucura só trazia energias boas. Loucos se reconhecem pelo brilho nos olhos e a vontade de viver. Só um louco entende o outro. Olhando por este lado, ela, agora, adorava a loucura.

Viver nunca foi tão bom quanto agora que ela sabia-se louca e, já que a vida é uma viagem, a partir de agora ela escolheria mais loucos como companheiros de poltrona.

Bethânia Davies

Foto: reprodução.

Check in: Morretes

Semana passada eu estive viajando de férias e um dos meus destinos foi a cidade turística de Morretes, que eu amo demais!

Morretes é uma cidade que fica na região litorânea do Paraná. Ela é bem pequena e tem esse nome porque é rodeada por vários morros. A cidade fica a cerca de 1 hora da capital Curitiba e uma das formas de chegar até lá é de trem, passando pela famosa (e linda) Serra da Graciosa.
Entre as atrações principais da cidade estão as feiras e lojas de artesanato, restaurantes, as cachoeiras e rios com água cristalina, práticas de esportes radicais, os trens, sem falar na sua arquitetura mais antiga, com vários casarões preservados, ruas de paralelepípedos e claro, o delicioso prato típico do Paraná: o barreado. Por muitos anos eu ia para lá com frequência, pois tinha familiares morando na cidade. É por isso eu gosto tanto do lugar e fico muito feliz quando tenho a oportunidade de voltar e matar as saudades.
São tantos cenários lindos que não resisti e fiz uma sessão de Look da Ana por lá! Hahaha.
ghmlibanojkcdfe
Fotos: Ariadne Trentini.

Diário de Viagem: BA 3

E para terminar o meu Diário de Viagem, falta contar para vocês como foi o casório e o passeio por Salvador.

O casamento da minha prima Alexandra e do agora, oficialmente, meu primo Ronne, foi perfeito. A cerimônia aconteceu no final da tarde na Igrejinha de São Francisco, que fica na Praia do Forte e é bem do ladinho do mar.

A festa foi na pousada Via dos Corais. Toda a decoração, tanto da igreja como da festa, era simples e ao mesmo tempo sofisticada, rica em detalhes. Enfim, somando a beleza do lugar por si só, a decoração impecável e a beleza da noiva que estava maravilhosa, foi um casamento dos sonhos!

12

Ah, vou mostrar o meu look pra vocês! Como o casamento era de dia e na praia, queria algo que se encaixasse perfeitamente com a ocasião (nada de muito brilho, nada longo e nem muito justo). Então resolvi mandar fazer! Encontrei esse tecido com estampa meio tropical e amei o resultado!!! E nos pés, o meu scarpin nude de cada dia! Hahaha.

4

Escolhi uma maquiagem mais neutra e elegante, ideal para combinar com o vestido e com o momento. E quanto ao cabelo… Bom, ao total foram três penteados! Eu explico, não foi nada planejado! Rs. A princípio eu apenas estava com o cabelo enrolado, porém, logo no início da festa, os cachos que até então permaneceram intactos a cerimônia inteira, resolveram “desandar” (o vento contribuiu para agilizar esse processo)! Então, recorri aos dotes de cabelereira da minha prima Adi, e ela prendeu uma parte do cabelo (sou muito prevenida, carrego grampos e elásticos na bolsa sempre!). Mas de tanto dançar, o penteado já estava bagunçado, e aí eu preferi soltar. Deu pra acompanhar??

35

No último dia da viagem fomos cedinho para Salvador! O motorista/guia da van nos levou para conhecer vários bairros e pontos turísticos da cidade (conhecemos inclusive aonde mora a diva Ivete Sangalo!) Os principais foram a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim, o Mercado Modelo e o Pelourinho.

A Igreja é muito linda por dentro e por fora! O Mercado Modelo é o melhor lugar para você comprar lembranças e presentes da Bahia. Lá tem de tudo e mais um pouco! E o Pelourinho é um lugar incrível! Como estamos perto do dia de São João, as bandeirinhas pelas ruas deixaram a paisagem mais linda ainda. Ah! Vou deixar um lembrete, quando forem para lá, evitem tirar foto com as baianas que ficam na rua, a não ser que você queira pagar, no mínimo, 10 reais para cada uma (no dia elas eram em três)! Rs.

67bahia (1598)891011121314

Ops, acho que esse post está ficando grande demais! Antes de terminar quero dar algumas dicas para quem quer conhecer a Bahia:

Se você quer ir para lá sem gastar muito, escolha o período de 15 a 31 de maio. Por ser uma época de baixa temporada, os valores dos passeios e das hospedagens diminuem. Além das praias ficarem mais desertas, o que para mim, que não gosto muito de aglomeração de gente, é ótimo! Ah, comprar passagem de avião com antecedência também ajuda muito viu?!

Outra dica, e acredito que vale para o nordeste todo, é que como o dia amanhece e escurece mais cedo (por volta das 05h30 e 17h, respectivamente), o ideal é madrugar para aproveitar os lugares e o sol! De manhã o mar está mais calmo, algumas praias parecem verdadeiras piscinas naturais! Já depois do almoço a maré sobe e as águas começam a ficar mais agitadas e com ondas.

Enfim, esse diário fica por aqui. Eu espero que vocês tenham gostado, eu adorei compartilhar um pouco da minha viagem com vocês!

Beijos

Diário de Viagem: BA 2

Vamos continuar com a segunda parte do meu Diário de Viagem?

Durante a semana em que estive na Bahia, visitei mais algumas praias pertencentes ao município de São João da Mata.

A nossa primeira visita foi às Dunas de Diogo. Um lugar com areia branca e uma vista perfeita!

diogo 2

Pertinho dali, fica a Praia de Santo Antônio. Como todas as praias da redondeza, por lá existem muitos coqueiros, a areia é mais fina e as águas são claras. Um lugar rústico, muito simples e pouco conhecido pelos turistas. Me senti numa praia particular, um luxo! Hahaha.

santo antonio bahia (553) bahia (443)

O transporte lá ainda acontece por meio de jegues! Eu me apaixonei por esse aqui!

IMG_0911

Cerca de 5km da Praia de Santo Antônio fica a praia da Costa do Sauípe. Um lugar mais frequentado e preenchido com vários hotéis e resorts. Dá para ir andando pela areia de uma praia para a outra. Eu não tirei foto porque em vez de fazer a caminhada, fiquei aproveitando a primeira praia, mas encontrei uma foto no dr. Google que já vai dar uma noção da beleza do lugar pra vocês.

8

Depois visitamos a praia de Imbassaí, e gostamos tanto de lá que voltamos no dia seguinte! Para se chegar até essa praia existem duas formas: atravessar uma das pequenas pontes de madeira que cruzam o rio, ou pagar (algo em torno de R$2) para ir de jangada até a foz. O rio não é fundo, dá para ver o chão.

A praia é extensa, com restaurantes à beira mar e no lugar onde o rio encontra com o mar, formam-se piscinas naturais.

bahia (670) bahia (668) bahia (789) bahia (688) bahia (987)

A viagem ainda não acabou, esperem o próximo post do meu Diário de Viagem!!!

Beijos

Diário de Viagem: BA

Quem me segue no Instagram sabe que semana passada eu estava viajando. O destino? A linda (e calorosa) Bahia! Mais precisamente Salvador, e mais precisamente ainda a Mata de São João.

1

Para contar tudo, vou dividir esse diário de viagem em três posts ta?

A Mata de São João é um município de Salvador que fica na região litorânea conhecida como “Costa dos Coqueiros”. Esse lugar é conhecido pelas suas reservas naturais e praias maravilhosas!

A viagem foi com a parte Trentini (minha mãe) da família. Tadinho do meu pai, não pode ir porque alguém tinha que trabalhar né? Hahaha! O motivo principal da viagem pra lá, além das férias (que estávamos precisando!), foi o casamento da minha prima Alexandra. Ela e o namorado Ronne, moram em Brasília, mas decidiram casar lá na Praia do Forte. Você já imagina como foi lindo né? Depois eu conto tudo!

Então como o casamento seria na Praia no Forte, nós ficamos hospedados por lá mesmo. O lugar é lindo demais! É uma vilinha pequena que parece cenário cenográfico!

bahia (18) bahia (57)

Dentro dela não pode trafegar veículos (e nem precisa por que é tudo pertinho), mas tem as bici-taxis para quem quiser. Eu quero uma rosa dessas pra mim! Rs.

IMG_1186

Uns dos pontos turísticos que nós conhecemos nessa praia, foi as ruínas da Casa da Torre de Garcia d’Ávila ou Castelo de Garcia d’Ávila. O lugar é a primeira grande edificação portuguesa no Brasil, o único castelo feudal das Américas e também a sede do maior latifúndio do mundo! Para ir até lá nós fomos de “Tuk-Tuk”, e pra variar, o meu atolou no caminho! Hahaha.

23

Também conhecemos a sede do Projeto Tamar, uma organização voltada para preservação e estudo das tartarugas marinhas. Lá, além das tartarugas, podemos ver de pertinho tubarões e peixes grandes.

4 5

O diário de viagem continua nos próximos posts!

Beijo.