Casamento real: o conto de fadas de Meghan Markle

Que menina não sonhou um dia poder se casar com um príncipe? A atriz Meghan Markle realizou este sonho este final de semana! ❤

Ela se casou com o príncipe Harry, filho mais novo do príncipe Charles e da princesa Diana e entrou oficialmente para a família real britânica. Os dois ganharam o título de duque e duquesa de Sussex.

O casamento era aguardado pelo mundo todo com muita expectativa, principalmente para saber como seria o vestido da noiva!

E eis que matamos nossa curiosidade!

Meghan escolheu um modelo minimalista impecável assinado pela estilista Clare Waight Keller, da Givenchy. O destaque era para a tiara de diamantes, uma joia de família que era da rainha Mary e foi dada a rainha Elizabeth II (sua neta).

Outro detalhe belíssimo foi o véu de cinco metros de comprimento com flores bordadas à mão representando os 53 países do Commonwealth.

Eu amei a escolha! Acho que a tendência minimalista é super sofisticada e prova que luxo não é sinônimo apenas de muito brilho. O menos é mais!

Além de combinar perfeitamente com um casamento realizado durante o dia, o corte do vestido valorizou a beleza da noiva. A cintura mais marcada e o decote canoa conferiram feminilidade ao modelo. O clean do vestido equilibrou o glamour da tiara e deixou a produção na medida perfeita!

A noiva trocou de look para a recepção depois da cerimônia religiosa, mas seguiu o mesmo estilo minimalista. O segundo vestido foi assinado pela estilista Stella McCartney.

As convidadas também arrasaram nas escolhas dos looks! Super delicados e charmosos!

E aí, o que vocês acharam? 🙂

Fotos: reprodução.

O manual do corretivo para não ter erro

Entre os produtos de maquiagem indispensáveis na nécessaire de toda mulher, o corretivo está no top 5!

Ele é poderoso para disfarçar as olheiras, espinhas/manchinhas na pele e também para iluminar o nosso rosto. Ou seja, se você não é mais um bebê, a Beyoncé ou a Gisele Bündchen, então não pode ficar sem! Hahaha

Como existem vários tipos de corretivos, sempre rola aquela dúvida de qual é o melhor ou mais indicado para comprar.

Aqui vão algumas dicas:

Os corretivos líquidos são ótimos para deixar um efeito mais natural, pois tendem a não craquelar e não marcar as linhas de expressão.  Já os cremosos, por apresentarem uma textura mais consistente, conferem uma cobertura maior. No entanto, na pele seca podem evidenciar mais as marcas de expressão e craquelar com facilidade.

Corretivo cremoso da marca “quem disse, berenice?” e corretivo líquido da Bruna Taveres.

Quanto às opções de cores, você pode comprar um corretivo que seja da mesma cor que a sua base. Se você quer um efeito iluminado, então o ideal é ter um corretivo um pouco mais claro que a cor da base (um ou dois tons a menos).

Além do corretivo mais claro para iluminar, você também pode fazer o contorno com corretivo mais escuro.

No caso de ter uma pele com muita olheira, espinhas e/ou manchas, os corretivos coloridos são os melhores aliados. Cada cor neutraliza um tom específico. Eles são aplicados sempre antes da base.

Verde: Camufla a vermelhidão do rosto, espinhas, cicatrizes e até o nariz vermelho de gripe.

Amarelo: Funciona em olheiras roxas e hematomas.

Roxo: Bom para manchas e olheiras marrons.

Coral: Serve para olheiras azuladas e veiazinhas aparentes em peles muito claras.

Paleta de corretivo colorido da marca Koloss.

Além disso, existem formas diferentes de aplicar o produto. Pode ser com os dedos para ter mais praticidade, com pincel para uma cobertura mais pesada ou com esponja para garantir um efeito mais natural. Lembrando que o corretivo deve ser aplicado sempre dando batidinhas e não espalhando (isso mais retira o produto do que cobre).

Agora é só escolher o corretivo certo e usar! 😉

Fotos: reprodução.

Os três tecidos queridinhos deste inverno

Você sabe quais são os tecidos tendência deste inverno?

Tem três que são os principais e que já estão fazendo sucesso pelas ruas. Com certeza pelo menos um deles está entre os seus queridinhos do armário!

VELUDO

Ele já foi hit nos anos 70 e 90, voltou com força total no ano passado e continua forte neste inverno. Entre as versões do veludo, a opção mais glam que tem o efeito molhado devido ao seu aspecto de brilho acetinado, é a queridinha.

Embora seja um tecido que se destaca pela sua sofisticação, é muito democrático podendo ser usado tanto na moda festa quanto em peças casuais do dia-a-dia.

COURO SINTÉTICO

É só diminuir a temperatura que ele aparece para deixar a produção mais estilosa. O couro tem um glamour e uma pegada sexy muito forte, ao mesmo tempo em que é versátil.

Ele pode ser combinado com peças de estilos diferentes e assim quebrar a sensualidade do look. Vale lembrar que a tendência é o couro fake, um tecido politicamente correto.

ALFAIATARIA

No quesito elegância é difícil encontrar quem ganhe dos tecidos de alfaiataria. As peças clássicas da alfaiataria nunca saem de moda e são ainda mais usados nesta época do ano, principalmente peças como blazer e calça social.

São curingas que vestem bem todos os estilos e podem transitar do dia à noite sem problema algum. Além da alfaiataria lisa, a padronagem xadrez também fica perfeita neste tipo de tecido.

Independente de qual desses tecidos seja o seu preferido, o seu look de inverno já está garantido!

Todos estes tecidos você encontra na maior loja online de tecidos finos do Brasil: a Maximus Tecidos!

Fotos: reprodução.

Os coturnos são os protagonistas do look

Estilosos, poderosos e marcantes. Os coturnos vão muito além de um simples calçado, eles se tornam os protagonistas do look.

Por ser mais estruturado, antigamente até podíamos dizer que este era um calçado exclusivo do vestuário masculino e do universo do rock, mas hoje em dia ele se tornou tão cool, que conquistou as mulheres de todos os estilos.

São diversas modelos, dos mais altos aos sem salto, lisos, envernizados, com amarrações, de couro ou coloridos. Os modelos são versáteis e se adaptam aos diferentes estilos, por isso é possível montar uma produção mais romântica, mais boho, despojada ou sexy, sem problemas.

O coturno tem um charme jovem e urbano que confere personalidade ao look, por isso tem feito tanto sucesso entre as fashionistas.

Ainda tem dúvida de como combinar este calçado tão power? Então dá só uma olhada nessas inspirações:

Fotos: reprodução.

5 dicas para controlar a oleosidade

Uma pele iluminada é linda, mas quando é sinônimo de pele bem cuidada ou de uma maquiagem bem feita. Agora quando o brilho é em excesso e se chama oleosidade… Socorro!

Você também sofre com esse problema? Existem vários fatores que interferem para que a pele seja oleosa, mas o nosso clima quente é um dos principais.

Não é preciso esperar muito depois de aplicar a make para os primeiros sinais de brilho começarem a aparecer no nariz, testa e queixo. Mesmo lavando bem o rosto antes, não é o suficiente para manter a pele opaca. Por isso, vou compartilhar com vocês algumas dicas para ajudar a segurar a oleosidade.

1. LIMPEZA

Não basta lavar o rosto com um sabonete específico, é preciso passar também um tônico adstringente depois.

2. HIDRATAÇÃO

Excesso de oleosidade não quer dizer que a pele está hidratada, aliás, pode ser sinônimo de falta de hidratação. Use um hidratante que tenha ingredientes para controlar a oleosidade.

3. PROTEÇÃO SOLAR

Mesmo tendo a pele oleosa, não se pode pular etapas. A proteção solar é muito importante para proteger a pele, por isso escolha um protetor de toque seco.

5. MAQUIAGEM

Quanto mais produtos passamos na pele, maior é a tendência dela ficar oleosa. No entanto, sabemos que é difícil ficar sem make, né?! Então o segredo é usar base e corretivo matificantes, além de sombras, contornos e iluminadores que sejam em pó. Falando em pó, ele é o principal aliado da pele sequinha. Para não ficar com um efeito muito pesado, prefira o pó solto.

DICA EXTRA

Para não precisar ficar passando camadas e mais camadas de pó ao longo do dia, tenha sempre na bolsa lencinhos matificantes. Eles ajudam bastante!

 

Um blazer cinza para chamar de meu

A gente sabe que não é preciso ter um guarda-roupa lotado para compor looks bonitos e estilosos. Qualidade vale mais do que quantidade e vai além de peças bem feitas que duram anos. Quer dizer também sobre roupas curingas, que são fáceis de combinar e podemos usar o ano todo.

Eu amo peças assim, inclusive estou tão apaixonada por uma delas que vim compartilhar com vocês!

Quem aí também está de olho em um blazer cinza?

O blazer por si só já é uma peça eterna que vai bem independentemente do estilo e da estação do ano. Ele não precisa fazer esforço para dar aquela cara chique pro look. A sua modelagem clássica e impecável transita do escritório para as ruas sem ficar careta.

E o que dizer da cor cinza? A cor neutra mais cool do momento! O cinza funciona como um super substituto para fugir do preto e do branco.

É claro que esses dois elementos só poderiam resultar em uma peça desejo!

Entre as opções de blazer cinza, você pode escolher um modelo estampado. Para não perder a versatilidade, vale dar preferência para padronagem mais clássica, como o xadrez. O look vai ganhar um toque mais moderno.

Já a opção lisa é ainda mais curinga, porque não marca tanto e confere um ar requintado que é único.

Mesmo sendo uma peça de alfaiataria, o blazer não perde a sua elegância quando combinado com peças mais básicas. Muito pelo contrário, o hi-lo fica incrível!

Com a mesma peça é possível fazer uma infinidade de composições. Dá só uma olhada nas minhas inspirações favoritas:

Fotos: reprodução.

Cuidados obrigatórios para cabelos com química

Mudar o visual é sempre muito bom porque faz bem para a nossa autoestima! Luzes, mechas, ombré hair, platinado, morena, ruiva ou até mesmo colorida… Quem nunca fez pelo menos uma dessas mudanças né?

No entanto, quando se trata química, o cuidado precisa ser redobrado! A não ser que você more dentro de um salão, o resultado pode ir de cinderela a bruxa em alguns dias. Isso porque a química faz com que o nosso cabelo perca massa capilar (proteínas e aminoácidos) e por isso fique mais fragilizado.

Para você sair maravilhosa do salão e continuar com um cabelo saudável, existem algumas dicas que são preciosas e fazem toda diferença:

1. Vá a um salão de confiança que você sabe que vai usar somente produtos de qualidade no seu cabelo.

2. Se você for pintar e tiver a opção, prefira tonalizante em vez de tinta. O tonalizante não tem amônia e dá mais brilho.

3. Depois da química esqueça os produtos que são indicados “para todos os tipos de cabelo” e principalmente aquelas linhas mais comuns de mercado. Use shampoo, condicionador e cremes que sejam específicos para cabelos tingindos ou com química, eles além de fazer a limpeza, vão tratar os fios.

4. Faça muita hidratação! Não apenas com cremes que são apenas hidratantes, mas alterne com máscaras repositoras de massa capilar e de nutrição (faça um cronograma capilar).

5. Use produtos termoprotetores no dia a dia. Eles agem formando uma película protetora em volta dos fios protegendo contra o sol e o calor dos aparelhos.

6. Diminua ou evite usar chapinhas, secadores e babyliss. Eles ressecam e desbotam o cabelo.

Quem disse que ficar mais bonita é fácil, né? Dá trabalho, mas compensa! 😉

Manual das botas: descubra qual valoriza o seu tipo de corpo

É só fazer um friozinho que a gente já troca as sapatilhas e a sandálias pelas botas, né? Elas são confortáveis, protegem os pés/tornozelos/pernas e trazem poder para o look. Não é para menos que são indispensáveis no guarda-roupa de toda mulher!

Existem vários estilos de bota, desde modelos baixos até os mais altos, com diferentes pegadas (sexy, rocker, country, fashionista…) e com tamanhos de canos diferentes.

E no meio de tanta opção, é importante saber qual é o modelo que valoriza cada tipo de corpo e qual a melhor maneira de usá-lo para deixar a produção com o resultado que você quer.

1. CANO CURTO

Esse modelo de bota tem o cano até um pouco abaixo do tornozelo. Fica bem nas baixinhas, porque mantém as proporções equilibradas. No entanto, se a ideia é causar o efeito de silhueta mais longa, o truque de styling é usar uma meia calça ou mesmo uma calça da mesma cor que a bota.

2. ANKLE BOOTS

Traduzindo, é uma bota na altura do tornozelo. É muito versátil porque combina com mulheres de todas as alturas e tamanhos de pernas.

3. CANO MÉDIO

Seu cano vai até na metade das panturrilhas. É uma boa opção para quem tem a perna mais grossa e quer usar uma bota de cano mais alto, já que os modelos como a over the knee dificilmente fecham o zíper.

4. CANO LONGO

É o modelo de bota mais tradicional e queridinho das mulheres. O cano termina cano um pouco antes do joelho. Se for sem salto é conhecida por bota montaria. É um tamanho de cano ideal para quem tem estatura média e alta, porque o comprimento segue a proporção da altura. Já nas baixinhas, ela dá um efeito de “corte” que achata. Neste caso o truque das cores combinando com a meia/calça ajuda a alongar.

5. OVER THE KNEE

Seguindo a tradução do nome, é uma bota que vai além do joelho. De todos os modelos, é o que mais requer cuidado na hora de usar. Não valoriza as mulheres mais baixas e nem as de pernas grossas. Para dar uma ajudinha no look, criar uma ilusão de pernas mais longas é indispensável. Aposte no salto e no truque das cores.

A cor oficial de 2018

Finalmente foi revelada a cor que receberá o título de cor oficial de 2018!

A escolha é feita anualmente pelo instituto Pantone Color, com base em estudos sobre o que está em falta no cenário atual do mundo e consequentemente na vida das pessoas.

E para 2018 a cor eleita foi o Ultra Violet. Uma tonalidade de roxo púrpura que tem um fundo azulado

O ano de 2017 foi marcado pelo verde Greenery que tinha a proposta de nos aproximar mais da natureza e renovar nossa esperança. Agora é a vez de experimentarmos uma sensação nova que estimula a nossa criatividade, nos tira do conformismo e nos impulsiona a ir além.

Segundo a diretora executiva do instituto, Leatrice Eiseman, o Ultra Violet traz a inspiração que precisamos para este novo ano:

“Vivemos em tempos que precisam de criatividade e imaginação. É esta energia criativa e inspiradora que nos traz a cor indígena PANTONE 18-3838 Ultra Violet, um roxo resultante do azul escuro, que eleva nossas expectativas aos mais altos níveis.”

Eu amei a escolha! Achei super original e inspiradora!

E você, o que me diz? 🙂

Fotos: reprodução.