Post da leitora: sobre o amor

É tão bom quando a gente se sente inspirado e quer compartilhar a nossa inspiração com o mundo, né?

A leitora Pâmella Pereira super concorda! Ela fez um poema especial e pediu se eu podia postar aqui no blog e é claro que eu aceitei! ❤

Poema sobre o amor:

O amor, ouço falar mas nunca vi.
Vejo gente chorar e sorrir.
Será que é um sentimento que deixa as pessoas afim
de amar o outro sem fim?

O coração, tem vez que escuto e perco a razão.
Assim digo que sentimentos pode ser bom ou não.
O que é o amor?
Acho que é uma dor.

Doí tanto amar alguém,
que as vezes penso em ficar sem ninguém. 
Só que ficando sozinha enxergo a escuridão,
que tem o nome de solidão.

Solteira, namorando ou casada,
só sei que estou cansada.
Mulher é uma pessoa independente,
quando conquista um sonho fica contente.

O amor entre duas pessoas é lindo!
Desde o nascimento até o envelhecimento é divino.
Bom vou ficando por aqui,
pois se não vou perder meu voo para cidade de Itaqui

Pâmella Pereira

c822d5d75bd55c8baf627c20e5becafd

Se você também quer compartilhar as suas inspirações comigo e com todo mundo que acompanha o blog, mande o seu poema, crônica, reflexão, devocional ou até mesmo sua dica de moda ou beleza para o meu e-mail (anamocelin@gmail.com) que eu vou adorar postar!

Plano Bê: contradições

il_fullxfull-309353140

Era um super-homem e nem era forte.

Era um bailarino que não sabia dançar

Era um menino, mas não sabia brincar.

Era sonhador, mas não conseguia dormir.

Pássaro livre que brincava com a sorte.

Era compreensão que não sabia aconselhar.

Era porto que não se podia ancorar.

Era um maluco que sempre se fazia ouvir.

Era estrada que ninguém sabia o Norte.

Era tanta coisa e eu nada a declarar.

Cheio de contradições loucas, mas perfeitas pra me encantar.

Contava amarguras e começava a sorrir.

Era sensato e eu debochada.

Foi meu caminho e eu apenas um pedaço daquela estrada.

Poderia ser meu mundo, mas quis ser uma porta fechada.

Bethania Davies