decor com frases

Como uma boa jornalista, sou apaixonada por palavras! ❤

Gosto de ler muito e tenho costume de anotar em um caderninho ou salvar no celular/computador alguns textos e frases que chamam a minha atenção. Você também é assim? Se a sua resposta for sim, então você vai gostar deste post!

Está super na moda decorar o quarto, sala e demais ambientes da casa ou do trabalho, com frases ou apenas palavras que impactam e que transmitem uma mensagem positiva.

Separei algumas ideias bem criativas e fofas pra gente se inspirar:

Fotos: reprodução.

T-shirt da vez!

A t-shirt é aquela peça, depois do jeans, que não pode faltar no nosso guarda-roupa! Além de (muito) confortável, é chave para transformar qualquer look em uma produção mais cool.

Nas combinações podemos ir do tênis ao brilho em instantes, basta ter atitude. Por falar em atitude, que o nosso look diz muito sobre nós mesmos ou sobre aquilo que queremos passar, é fato. Mas que tal deixar um pouco mais explícito?

As fashionistas estão apostando em camisetas com palavras e frases para marcarem ainda mais o visual. A ideia é deixar o look cheio de personalidade!

Entre nesta onda e escolha peças com dizeres que tenham tudo a ver com você!!!

606ef0ef27a50bd17ad92ac952da1f4415251778_1811021599160265_2709041258923294720_nb53d3d3e2e273509e60144eea9b99d7d7cf84e369f6c53705ad96b8fd13222dd15337189_666799670161219_7765631295886983168_n16583981_717002481796020_2151074240659456000_n1

Fotos: reprodução.

Plano Bê: você está a um milímetro

aUm jogador de golfe sabe exatamente onde está o seu alvo. Depende somente dele calcular o local onde precisa bater na bola para acertar. Ele sabe que errar o cálculo na hora da batida pode resultar em fracasso total, pois um milímetro aqui, já não é o mesmo “um milímetro” cem metros mais a frente. Matematicamente falando, um erro de um milímetro fará com que a bolinha se distancie gradualmente cada vez mais do alvo almejado.

Talvez você nunca tenha jogado golfe, talvez nunca tenha nem lido sobre isso. Inclusive eu achei que nunca falaria sobre golfe, mas acredito que seria uma boa metáfora, uma vez que o mesmo milímetro que um jogador de golfe busca aperfeiçoar a cada jogada, é o milímetro que falta para você acertar sua vida.

Se você não está onde queria estar é porque errou um milímetro no passado. Se a história se repete preste atenção. Deve ter alguma coisa que você precisa aprender. E se a história não acontece por mais que você tente, atenção redobrada. Deve ter alguma coisa que falta aprender para acertar seu alvo.

Você está mais perto do que pensa. Você está a um milímetro do seu sonho, da vida que sempre quis. Só um milímetro. Por isso, preste atenção nas suas escolhas de hoje. Experimente com intensidade essa maravilhosa jornada chamada vida. Participe do seu processo de construção como ser humano e se aperfeiçoe naquilo que faz seu coração ficar radiante.

Ralph Waldo diz: “é impossível para um homem ser enganado por outra pessoa que não seja ele próprio”. Então a quem mesmo você acha que está enganando? Pare de viver no automático e faça escolhas conscientes do que quer ter no futuro. Comprometa-se com a vida e acerte o ângulo hoje. Você só precisa tomar a decisão certa que a vida é como o vento num campo de golfe, ela vai levar sua bolinha ao alvo. Lá onde a grama é mais verde, mais bonita e o melhor jogador é aplaudido.

A vida vai te levar onde você quer, se você acertar a batida. Por isso lembre-se sempre: um milímetro.

Bethania Davies

Plano Bê: coragem

4501951248_84ddedf1e3_bÉ preciso coragem, cada vez mais, para manter-se no caminho. Coragem de assumir que estamos aqui para viver, para ser alguma coisa e não para assistir a vida passar.

A coragem que eu falo não é bater no peito e dizer “deixa comigo”, muito mais do que aparentar coragem do lado de fora, é preciso ter coragem de olhar para dentro, lutar contra nossos próprios medos e defeitos que às vezes nos cegam.

Não falo da coragem do super-herói dos quadrinhos que está destinado a ganhar sempre, falo da coragem que é preciso ter para perder, para recomeçar quando perdemos. Porque na vida real, perde-se e perde-se muito. Só a coragem pode nos sustentar quando isso acontece.

Coragem de buscar um sentido para as coisas, coragem para conhecer as pessoas e coragem dobrada, muita coragem mesmo para conhecer a si próprio e continuar em sintonia, aceitar-se, amar-se como se é.

É preciso coragem para buscar seus próprios caminhos, suas próprias verdades, nada vem de graça. Se te derem todas as respostas, desconfie, estão querendo que você acredite na verdade deles.

Coragem para decidir um caminho e esquecer, para sempre, o outro. Coragem para decidir qual lado seguir e braveza para aceitar o caminho escolhido não só com suas flores, mas também com seus espinhos. É preciso muita coragem para escolher, pois ninguém consegue atravessar o mar navegando com um pé em cada barco.

É preciso coragem para usar o “NÃO” quando for preciso, e sobre tudo, coragem de usar o “SIM” sempre que a vida exigir mais.  A vida exige todos os dias muito mais. Covardia nunca levou ninguém a lugar nenhum porque ninguém se lembra de quem desistiu.

Mas não se preocupe! Você não é o único a ser cobrado, testado, exigido. Afinal, é preciso coragem até para abrir os olhos de manhã, mas todos os dias você tem o poder de escolher. Escolhe aí. A de hoje qual vai ser? Vai viver ou só continuar existindo?

Bethania Davies

Plano Bê: caí direitinho

2 (1)Escuta aqui! Você não pode chegar assim na vida de uma pessoa e ir fazendo o que está fazendo, não! Você me deixou pensar que eu tinha o controle. E fui te dando espaço até não ter mais o controle de nada.

Você me enganou e eu caí direitinho! Chegou com cara de quem nada queria, sorriso de criança quando abre caixa de presente e me tocou de mansinho como o vento perfumado que balança as árvores no mês de setembro. Baixei a guarda achando que você era inofensivo e agora olha eu aqui, escrevendo para você feito uma adolescente bem boba. Eu sempre pareço uma adolescente boba quando me apaixono. E, para não restar nenhuma dúvida, sim, eu estou apaixonada.

Foi diferente dessa vez. Não foi urgente como sempre são as coisas do amor na minha vida, foi tranquilo, foi terno e leve. O que há com você, hein? Tempestade e calmaria ao mesmo tempo, você tem o dom de fazer grandes coisas acontecerem sem que eu mesmo perceba. Foi entrando sem fazer muito alarde e pressentindo que vou querer te convidar para ficar para sempre, pois você jogou por terra todas as minhas teorias de que amor é algo complicado. Tudo é tão fácil com você, tão leve e tão natural que, ontem, quando percebi, estava tendo que me controlar para não te chamar de “amor”. Ainda estou.

Ah, meu Deus! Você faz ideia de quanto tempo faz que não tenho vontade de chamar alguém de “amor”?

Caí direitinho no labirinto de emoções que você trouxe. Eu não sei o que você está fazendo comigo, eu não sei nem o que eu estou fazendo comigo em relação a você. Só sei dizer que te conhecer foi como encontrar um lar. Eu disse “muito prazer”, mas minha alma sussurrava “quanta saudades eu senti”. Foi lindo!  Teu abraço é como voltar para casa, agora entendo por que sinto tanta paz dentro dele. Me sinto em casa ouvindo teu coração pulsar no mesmo ritmo do meu.

Você me enganou e eu caí direitinho. Caí em todas as armadilhas de amor possíveis. Logo eu, que sempre fui tão astuta. Caí de amores desde a primeira vez e todos os dias escolho cair de novo, levando isso adiante. Estou caindo de amores agora mesmo, te escrevendo e imaginando você lendo e sorrindo de canto de boca.

Caí na armadilha quando mandei a primeira mensagem “só para ver qual é a dele” e depois a segunda e depois a terceira e, quando percebi, já estava sorrindo feito boba olhando para a tela do celular falando com você quinze horas por dia. Caí na armadilha quando firmei meus olhos nos teus e vi o tempo parar ali, e eu, que sempre ganhei nos jogos de amor, naquele segundo, perdi.

Perdi quando desejei provar o beijo e depois descobri que nunca antes, um beijo foi tão verdadeiro. Nunca antes, um beijo conversou com minha alma como o teu beijo faz. Foi como se toda a minha vida eu tivesse vivido para aquele momento e só. Todo o passado e todo o futuro se encontraram quando olhei para você e você sorriu.

Quando encontrei você, eu encontrei o que eu estava procurando. A espera acabou, a busca acabou, a tempestade acabou, e o melhor de tudo é que a nossa vida está só começando!

Bethania Davies

Foto: reprodução.

Plano Bê: equilíbrio

feng-shui-1516582_960_720Caiu, finalmente, a minha ficha que nada no mundo compensa eu perder minha paz. Do lado de fora há sempre um barulho insano e achei melhor eu tentar consertar só o meu mundo. Aquele do qual depende meu equilíbrio e minha paz e se não estiver tudo bem aqui dentro, não haverá lugar no mundo que me deixe em paz. Para estar em paz, é preciso estar em casa, agora e aqui.

Eu não sei amar pela metade, escrever sem romantizar, ver a maldade e não me importar. Eu não sei viver se não for para exagerar, se não for intenso. Mas às vezes não vale a pena mesmo. Me importei muito ultimamente com gente que não se importa. Senti raiva de coisas que não devia e saí de mim.  Eu não sou assim, não gosto de sentir raiva. E a minha alma não suporta, não consegue ver a luz nem viver dentro de um corpo raivoso!

Por hoje é isso, simples, leve e certeiro!

Bethania Davies

Plano Bê: um dia

Long Road Desktop Background

Mais um fim de semana se passou e você continua curtindo sua vida. Vai lá, deita a cabeça no travesseiro confiante de que tem um coração que está sempre te esperando e que você sempre tem a escolha de voltar correndo para aquele abraço caso tudo der errado. Confiante de que têm beijos doces, chocolate quente e amor desmedido que estão a qualquer hora do dia ou da noite à sua disposição quando você se cansar desse mundo vazio.

Aproveite essa sensação de navio livre em alto mar que tem um cais seguro para voltar a procura de calmaria e paz caso a tempestade se torne intransponível.

Você se esquece de que nada esta sob o controle de ninguém. Considere algumas variáveis e entenda que não vai ser sempre assim. Um dia ela vai seguir em frente e você terá que saber lidar com isso também.

Um dia vai chegar alguém disposto a sugerir que ela troque amores platônicos por amores reais. Ela vai refletir sobre tudo que fez por você sem nenhum resultado e vai topar.

Um dia alguém vai fazê-la rir de um jeito que ela nunca sorriu para você. Você vai assistir ela se apaixonar, vai ver o coração dela descobrindo, aos poucos, que pode se livrar de você até que ela finalmente te deixe para trás sem nenhum pingo de remorso. Ela vai seguir em frente.

Os olhos dela estiveram sempre no horizonte e se encheram de fins de tarde sem te ver voltar. Mas algum dia a fechadura da porta da frente (da casa e do coração) será trocada e a nova chave estará em posse de outra pessoa. Talvez alguém que se interesse pela coleção de livros dela e tenha prazer em passar o tempo em sua companhia. Você não vai poder fazer nada quando ela decidir seguir em frente.

Ela é sempre sua última opção para ocasionais domingos à tarde. Mas um dia vai chegar alguém que se importa. Alguém que fará questão de reservar, já na segunda-feira de manhã, a companhia dela para o sábado seguinte. Ela vai se sentir valorizada. Neste dia, ela vai seguir em frente.

Um dia seu porto seguro será praia de outro amor. Ela vai mudar o tesouro de lugar e o mapa, que hoje você tem, já não levará a lugar nenhum. Alguém vai chegar com o mapa certo, encontrar e usufruir de toda a riqueza do amor que sempre esteve guardado à sua espera. Neste dia ela vai entregar tudo e se livrar da sua lembrança como a gente se livra de um peso. Como a gente se livra dos sapatos no fim de um dia cansativo. Esse dia vai chegar e, neste dia, ela vai seguir em frente.

Bethania Davies

Plano Bê: não quero mais escrever sobre você

lapis-quebradoEu sempre adociquei as palavras para lançá-las em sua direção, você, por algum motivo que eu desconheço, me inspirava as melhores coisas.

Fiz por você o que eu não fazia nem por mim. Pintei um céu de cada cor, para cada dia da semana, só para enfeitar suas manhãs.

Você sabe que sou exagerada, ou ao menos concluiu isso sozinho depois pensando na gente, se é que você pensou, mas você nem me deixou explicar.  Você quis estar comigo, mas nunca perdeu o seu tempo para me conhecer e foi embora com medo do meu jeito de amar exagerado.

Mas agora já não quero mais escrever para você, nem sobre você, nem nada que remetaa você. Apesar de as palavras não me deixarem, eu não quero mais colocar nada no papel que tenha a ver com a sua passagem pela minha vida.

E se eu fosse descrever, de um jeito prático, como me sinto agora para você eu escolheria a figura de um cachorro correndo atrás do rabo. Em uma busca infinita por algo que nunca vai chegar. Esse cachorro sou eu tentando me livrar de todas palavras que você me faz ter vontade de escrever.

Ontem decidi: não quero mais escrever sobre você. E como se fosse para testar minha sanidade o destino me fez passar naquela rua. Eu ia à outro lugar dessa vez, mas era a rua onde eu tantas vezes acelerei o carro e o coração correndo para te ver, a rua por onde eu passava sorrindo. Olha, a vida não está me dando colher de chá pra te esquecer.

Já vi que essa parada vai ser dura. Mas tudo bem, decidi e tá decidido! Não quero mais escrever sobre você. Fazia tempo que não pensava a respeito disso tudo, achei que tinha passado, mas ainda dói.

Ainda dói. Assumir isso depois de tanto tempo dói mais ainda, mas estou consciente que este é o primeiro passo para passar ao próximo nível. Não quero mais escrever sobre você. Estou começando a te deixar para trás.

Bethania Davies

Plano Bê: não vou te desejar boa sorte

8148447264_966bb63453_bEu queria dizer que não vejo a hora de você me ligar só pra eu poder te ignorar. Pensando bem antes de ignorar, eu queria dizer que você não merece o mínimo da minha atenção. Que eu nunca entendi esse medo que você tem de me dizer o que sente e que todo o tempo que eu perdi com você eu já me arrependi.

Tempo perdido, coração perdido, vida perdida, porque você é só um menino que nunca vai entender de mulheres como eu. E não vem com essa porque eu não tenho paciência para terminar bem, pra desejar boa sorte, tudo de bom é o caramba. Eu te desejo muito azar!

Que você ache alguém que faz exatamente o que você fez comigo, que ela parta teu coração assim como você partiu o meu. Que ela não seja nem metade do que eu fui. Só aí você vai entender quem eu fui pra você e quem você deveria ter sido para mim, mas não foi.

Eu não vou te querer de volta, mas rezo para você se arrepender. Para voltar a bisbilhotar minha rede social, para olhar aquela conversa antiga e lembrar-se de tudo. Que as lembranças do nosso tempo voltem como fantasmas toda noite para você.

Eu queria não querer mais me importar. E gostaria de entender por que tudo sobre você ainda me incomoda tanto, por que eu me importo tanto. Por que não consigo deixar o tempo passar. Não da pra entender.

Queria beber uma poção e esquecer,  mas não entender talvez seja o melhor dos meus remédios.

Bethania Davies