decor com frases

Como uma boa jornalista, sou apaixonada por palavras! ❤

Gosto de ler muito e tenho costume de anotar em um caderninho ou salvar no celular/computador alguns textos e frases que chamam a minha atenção. Você também é assim? Se a sua resposta for sim, então você vai gostar deste post!

Está super na moda decorar o quarto, sala e demais ambientes da casa ou do trabalho, com frases ou apenas palavras que impactam e que transmitem uma mensagem positiva.

Separei algumas ideias bem criativas e fofas pra gente se inspirar:

Fotos: reprodução.

T-shirt da vez!

A t-shirt é aquela peça, depois do jeans, que não pode faltar no nosso guarda-roupa! Além de (muito) confortável, é chave para transformar qualquer look em uma produção mais cool.

Nas combinações podemos ir do tênis ao brilho em instantes, basta ter atitude. Por falar em atitude, que o nosso look diz muito sobre nós mesmos ou sobre aquilo que queremos passar, é fato. Mas que tal deixar um pouco mais explícito?

As fashionistas estão apostando em camisetas com palavras e frases para marcarem ainda mais o visual. A ideia é deixar o look cheio de personalidade!

Entre nesta onda e escolha peças com dizeres que tenham tudo a ver com você!!!

606ef0ef27a50bd17ad92ac952da1f4415251778_1811021599160265_2709041258923294720_nb53d3d3e2e273509e60144eea9b99d7d7cf84e369f6c53705ad96b8fd13222dd15337189_666799670161219_7765631295886983168_n16583981_717002481796020_2151074240659456000_n1

Fotos: reprodução.

Plano Bê: cheia de defeitos

Captura de tela inteira 04092014 124134

Eu sei que você vê muitos erros em mim. Minha objetividade, quando usada contra a sua prolixidade, é o mais gritante. Tem também minha teimosia e a estranha mania de não me prender a nenhum critério antes do fim, meu gosto pelo incerto.

Você acha que sou inconsequente, quando, na verdade, eu já medi todos os resultados e quero mesmo é me jogar. Pagar pra ver.

Você diz que sou precipitada só porque, a seu ver, tomo decisões de última hora, quando, na verdade, elas sempre estiveram planejadas esperando o momento certo pra se encaixar. Isso porque continuo seguindo o plano original e você aí achando que não sei o que faço.

Eu sei que você me acha extremista demais, e pra falar a verdade, não gosto de meios termos mesmo. Tenho nojo dessa gentinha com tom e altura de voz perfeitos, e que nunca se posiciona.

Você diz que ainda sou criança para brincar desse jeito com decisões que podem mudar minha vida, mas me diz: existe algum manual pra viver? Mesmo que exista eu não quero conhecer. Suas experiências não me servem. Seu caminho não é o mesmo que o meu. Na verdade nosso tempo é diferente, você vê a vida como algo pesado e eu ainda sou uma criança. Além do mais, pretendo continuar sendo, se crescer significa deixar meu coração amargar feito o seu.

Sua vida não serve pra mim seus conselhos passam na minha cabeça dançando uma melodia que não compreendo.  Não quero ser igual a você. Eu tenho meu plano e, mesmo que eu precise cair, vou seguir pelo caminho que escolhi, pois seu caminho não é o meu.

Você acha que sou mal educada só porque falo a verdade. Fala tanto de verdade, mas prefere àqueles de voz macia falando mentiras que massageiam seu ego.

Você diz que sou indomada só porque não consegue me manipular. Acostumou-se com todos realizando suas vontades e de repente, eu apareci na sua vida tão ‘do contra’, tão cética.

Você me acha uma pessoa simplista só porque desenvolvi a capacidade de identificar rapidamente coisas que me desviam do caminho e contorná-las. Na verdade você também é uma delas e por isso eu te deixei.

Você diz que isso é loucura, mas qual o significado de sanidade mental em um mundo onde os sãos fazem guerras e matam pessoas? Já não sei se quero ser como eles.

Eu sei que você vê muitos erros em mim. Precipitada, inconsequente, extremista, imatura, indomada, louca. Mas acontece que eu não tenho medo dos meus defeitos, aprendi a viver com eles. Acontece também, que eu não tenho medo de errar!

Bethania Davies

Foto: reprodução.

Solidão em paz

solidão em paz

A solidão em paz é a melhor coisa que pode acontecer a um coração. Só você e mais ninguém. Ninguém no mundo que poderia te ligar e arrancar um suspiro desse peito ou um sorriso bobinho dessa boca. Nenhuma entrelinha de mensagem de texto para interpretar ou te fazer ficar horas tentando decifrar. Nenhum silêncio gritando nenhum nome. Nenhuma palavra solta no ar. Nenhum fim para temer e nenhum começo para te prender. Nenhum telefone anunciando um dia inteiro de espera frustrada. Nada pra esperar. Só você por você mesmo. Não há nada de errado com a solidão, vocês podem ser melhores amigas se aprenderem a respeitar os espaços uma da outra. Na verdade no final você até simpatiza com ela. Acordar todos os dias pra você mesmo pode ser uma das melhores escolhas da sua vida se você se convencer de que a paz que procura ninguém pode te dar, exceto você mesmo. Se você souber que nem todo mundo que está acompanhado é feliz. Na verdade existe mais solidão a dois do que gente querendo ganhar na sena. A propósito sempre ouvi dizer que o amor é uma loteria. Nunca entendi direito, pois se considerarmos a quantidade de quem ganha lá e aqui, vamos ver que o amor é bem mais fácil. E depois o amor não é um jogo, ele é a mesa, a base, o centro, ele sempre esteve lá. Somos nós, na nossa concepção de seres desenvolvidos que começamos a mudar tudo de lugar e fizemos essa bagunça. Temos medo da solidão quando devíamos agradecê-la por existir. É ela quem dispensa todas as forças pra te dar um pouco de paz entre uma loucura e outra que você comete. Porque a gente sempre promete, mas nunca consegue ficar muito tempo sem se meter em encrenca. Se você tem medo da solidão é sinal que não é um bom administrador de sentimentos. Pois, a solidão sadia é tipo arrumar seu quarto bagunçado. Você entra, fecha a porta e começa a faxina. Quando ele está pronto, você fica tão orgulhoso do bom trabalho que fez que não quer deixar ninguém entrar por um bom tempo. Fica ali curtindo aquela paz. Aquele lugar que antes era só turbulência agora está limpo e reconstruído, e isso é mérito seu. Aproveite.

Bethania Davies

Foto: reprodução.

Plano Bê: imperfeitos

plano be

Eu fechei a porta devagar não quis pensar no que deixava, pra não ter vontade de voltar. O click da maçaneta foi o barulho que eu precisava pra abrir os olhos. Saí porque minha razão pediu, não meu coração. Saí sem querer sair, fugi querendo me amarrar pra sempre ali. Mas ficar significaria ignorar todos os sinais de que já não sabíamos mais como fugir do mar de incertezas que criamos, não sabíamos como voltar ao porto. Mesmo assim temos boas recordações, tive vontade de gritar e jogar na sua cara que nós não conseguimos por medo, mas em nome de tudo aquilo de bom que um dia existiu ali, foi que eu saí em paz. Fui caminhando e imaginando seus gestos em câmera lenta presos no tempo. As paredes agora tão quietas guardam ainda o eco da nossa voz.  As cortinas agora tão beges tem nosso cheiro impregnado. Lembrei-me do seu banho matinal e até da careta do bocejo que você fazia franzindo a testa. Cada coisa que foi nossa ali permanecerá intacta. Só não o amor. O amor que perdemos em algum lugar, deixamos escapar entre um bom dia e outro. Entre um café silencioso e um olhar vazio enquanto minha alma gritava pra você lutar por mim, por nós. Pra não me deixar ir.

Eu saí sem olhar pra trás, não quis ver tuas camisas no varal ao sol de setembro, e as flores que o ipê deixava cair em nosso quintal onde outrora havíamos sido felizes. Saí sem me culpar, sentir algum tipo de culpa seria trair minha decisão e querer reviver, mas reviver já não era possível pra nós. Tão clichê dizer isso, mas algumas coisas, depois de quebradas, não voltam nunca ao normal. E talvez normal nunca tenha sido a palavra certa pra nós.

Eu sei que você odeia bagunça, mas sai deixando tudo em perfeita desordem, que é mais ou menos como está meu peito agora e preciso que você saiba disso. Nossa indiferença ocupou todos os espaços e por isso eu saí. Lá naquela casa todos os nossos dias seriam iguais. Você não tentou, eu não tentei e nos perdemos pra sempre. Somos imperfeitos no amor, e não conseguimos lutar contra essa pequena adversidade. Nos perdemos  para nosso medo. Nos perdemos para nossa falta de bravura para encarar o amor ou qualquer coisa parecida com amor que te ensina a fazer planos ao lado de alguém. Nos perdemos para nós mesmo. Mas isso já não importa. Levo comigo a lição de que a palavra fundamental no amor é coragem. Coragem de tentar, coragem de ficar, coragem de amar. Isso é a chave e enquanto não recuperarmos isso, a porta que fechei permanecerá trancada.

Bethania Davies

Foto: reprodução.

Plano Bê: pacto pessoal

1Prometi nunca mais me desmanchar em textos lindos e adoçados pra ninguém que me encante, prometi não deixar ninguém mais me encantar tanto. Prometi não ficar esperando pela atenção de ninguém. Prometi ponderar mais, observar mais e tentar não dizer a verdade tão cedo. A frase simples ‘cara, eu gosto de você’ toma proporções catastróficas quando dita a quem não tem senso de humor, nem coragem de se sentir gostado. Que se danem! Não acho ninguém mais no mundo que mereça minha sinceridade. Ás vezes tenho umas vagas sensações de paixão ao lembrar-me de alguns sorrisos e bocas que andei provando na noite por aí, mas só. Enquanto a fumaça sobe e o álcool me aquece, eu sorrio pensando: “mais um!” Eu não pago mais o preço, não fico pra ver o resultado. É só mais um desavisado, mais um menininho da mamãe que acha que entende tudo. Mais um perdido feito eu, à procura de corações pra partir. Mas aqui não! O meu não. Não mais. É só mais um, procuro me convencer enquanto dou as costas e volto pra minha realidade onde não existe ninguém pra pensar ao acordar. Nada de telefonemas a serem dados ou me preocupar se posso ser traída na próxima sexta. Nada de satisfação sobre onde estive. Nada de almoço em família no domingo, nada! E não que eu seja má, mas foi a maneira que encontrei para proteger meu coração bobo. Ele nem sabe da minha vida, não sabe a quantia de homens que saíram dela por terem medo de mulheres feito eu. Verdadeiras, intensas, vibrantes, fortes. Nem sabe o quanto eu realmente queria que tivesse dado certo com pelo menos um deles. Mas, agora chega. Continuo escrevendo textos lindos para os sorrisos que vejo nas esquinas por aí, como sempre, mas nada de sentir por alguém de novo o que eu já senti em vão tantas vezes. Ainda escrevo, e não vou parar, mas é porque inspiração quando vem não deve nunca ser desperdiçada. Porque escrever sobre amor é preciso.

Bethania Davies

Foto: reprodução.

Plano Bê: dois lados

Captura de tela inteira 24072014 130601

Não adianta tentar unir forças opostas. Água com vinho vira suco de uva dos ruins. Por mais que as nossas intenções sejam as melhores, positivo com positivo dá negativo. Não adianta achar que o tempo não passou, tudo mudou, mudamos. Em algum lugar do tempo nosso amor ainda está lá intacto e lindo como sempre foi. Conservando nossa adolescência inocente e as cartas escritas na escola. As músicas que foram nossas sempre serão nossas. E só você e eu saberemos de tudo, ninguém mais. Mas tudo ficou lá trás, em algum lugar. Hoje já não existe nada.  A razão precisa ditar o que é certo e você precisa compreender que existem pessoas que se amam, mas simplesmente não nasceram pra ficar juntas. E é só.

Bethania Davies

Foto: reprodução.