Você conhece os 4 tipos de sombras?

Sabemos que nem todas as mulheres são super antenadas quando o assunto é maquiagem. Existem aquelas que gostam mais e aquelas que não ligam muito. E se você se encaixa no grupo de quem não entende muito desse universo, esse post é pra você!

Entender um pouco sobre o básico da maquiagem vai te ajudar muito na hora de saber escolher qual tipo de make mais combina contigo e quais produtos você vai aproveitar melhor.

Neste post em especial vamos falar sobre os tipos de sombra. Sim! Existem mais de um tipo de sombra, com texturas e formas de aplicação diferentes.

Anota aí:

PÓ SOLTO

Geralmente são pigmentos, sombras iluminadoras (asa de borboleta) e brilhantes. Por serem em pó solto, elas acabam dando um pouco mais de trabalho porque podem fazer aquela sujeirinha na hora de aplicar. Elas também precisam de um fixador/primer antes para que o pó permaneça na pálpebra e ganhe melhor pigmentação.

Dicas: Faça o olho antes de preparar a pele, assim fica mais fácil de limpar qualquer sujeirinha. Além disso, você também pode aplicar com um pincel úmido, assim a sombra fica mais pigmentada.

COMPACTA

É a sombra em pó, só que compactada (durinha). É o tipo de sombra mais conhecido pelas mulheres porque são aquelas que estão nas paletas. Ela não desperdiça tanto produto na hora de usar. A aplicação fica melhor quando realizada com um pincel de cerdas mais juntinhas (os mais fofos são para esfumar) ou com as esponjinhas de sombra.

Dicas: Molhar o pincel antes também ajuda a aumentar a pigmentação da cor.

CREMOSA

Apresenta uma textura um pouco mole, parecida com mousse e pode ser aplicada com a ponta dos dedos. Ela se espalha com mais facilidade e também realça mais a cor da sombra.

Dicas: As sombras cremosas também funcionam como primer/fixador para as sombras soltas ou compactas.

LÍQUIDA

É a menos conhecida, pois é uma novidade no meio das sombras. Ela tem secagem rápida e por isso deve ser aplicada e logo esfumada. A melhor forma de aplicar é com os dedos, dando batidinhas.

Dicas: Se a sua pálpebra tiver dobrinhas, esfume bem a sombra para não acumular.

Fotos: reprodução.

Um slide para chamar de seu

Estamos há poucos dias de começar oficialmente o verão, mas as temperaturas já subiram faz tempo!

Nessa temporada as tendências fresh and comfy reinam no steet style. Afinal, para aguentar esse calorzão, apenas com looks leves, práticos e confortáveis mesmo.

É por isso que se até agora você estava resistindo aos slides, chegou o momento de se render!

O slide é um tipo de chinelo que foi muito usado entre os anos 80 e 90. Sua principal característica é ser muito confortável, esse foi o principal motivo que o tornou tão popular naquela época (e nem eram tanto – e eu diria até que nenhum pouco – bonitos). É um chinelo super despojado!

Dessa vez os slides aparecem com uma pegada mais moderna e fashionista, porém sem perder o toque vintage. Eles deixam qualquer look mais cool e cheio de atitude na hora.

O modelo básico é curinga! Neutro combina facilmente com qualquer produção, além de garantir um hi-lo super interessante quando usado com peças mais elegantes. Mas tem também as versões mais descoladas com aplicações, brilho e outros detalhes nada discretos. Esses são ótimos para brincar com o visual e fazer uma combinação nada óbvia!

Fotos: reprodução.

eu amarelo, tu amarela, nós amarelamos!

Nada de look boring! Xô depressão! Nossa temporada tem tudo para ser muito alegre e repleta de amarelo.

Essa cor super solar que tudo a ver com o verão, é uma das grandes tendências de cores do momento. Uma aposta bem viva em meio ao reinado dos tons pastel. Que aliás, vale para decoração também!

Como não é uma cor muito fácil de agradar, separei três dicas de como inserir o amarelo no look aos poucos até se render por completo à tendência:

1. AMARELO NOS DETALHES

Para ir se acostumando com a cor, você pode optar por acessórios amarelos. Um toque de cor vai dar um up na produção sem chamar muita a atenção.

2. UMA PEÇA AMARELA

O próximo passo é escolher uma blusa, uma calça ou a peça que você preferir que seja de cor amarela. E dai é só combinar com outras peças de tons mais neutros para equilibrar o look.

3. SÓ AMARELO

Essa é a hora de colocar o amarelo para jogo mesmo! Os looks monocromáticos estão super em alta e por que não unir duas tendências? 🙂

Independente da escolha feita, uma coisa é certa: com amarelo não tem como a vibe não ficar alto astral!

Fotos: reprodução.

O melhor remédio que existe

o melhor remédio 1Recentemente fiquei doente. Nada muito grave, tudo indicava ser uma crise de rinite das brabas. Assim que eu identifiquei os sintomas, já fui logo tomando um antialérgico. Tudo certo!

Na verdade não muito, porque os sintomas que deveriam estar melhorando, começaram a incomodar mais. Foi aí que eu percebi que tinha algo errado. Será que o remédio que eu estava tomando não era bom? Fui ao médico.

E eis que o mistério foi revelado: a rinite na verdade não era rinite, era gripe. E remédio de alergia não cura gripe. Certo?

Eu lembro que o médico me disse que se eu continuasse só tomando o antialérgico, alguns sintomas da gripe poderiam ser camuflados e quando eu percebesse, a gripe já poderia ter virado uma pneumonia. E aí eu entendi que o problema não era o antialérgico. Era eu.

Eu não sei que tipo de enfermidade você possa estar passando agora. Talvez seja um resfriado ou uma gripe como a que eu tive, talvez seja a tal da rinite mesmo. Talvez o seu problema não seja nem questão de saúde, pode ser um vício ou uma depressão. Talvez o que você esteja sentindo nesta hora seja uma frustração ou a falta de algo que possa preencher o vazio que está aí dentro.

O que eu sei, é que independente de qual for o seu problema, o remédio não basta ser “bom”. Ele precisa ser o remédio certo.

O remédio bom pode até dar uma melhorada nos seus sintomas na hora, mas depois tudo volta com mais força. E é aí que está o perigo. Você pode não estar sentido os sintomas, mas o problema continua dentro de você. Ele adormece e acorda como um gigante. E aí a cura leva mais tempo. Nesse meio tempo você corra o risco até de desenvolver outras doenças e complicar seu quadro clínico.

O remédio certo é aquele que vai te tratar e não aquele que vai te fazer sentir melhor na hora. 

Quantas vezes na sua vida, nas mais diversas situações, você preferiu resolver o seu problema com algo que fosse te dar um alívio imediato. Com algo que, ao seu ver, era tudo o que você precisava para resolver o problema. Que você achou que sabia o que estava fazendo. Você fez uma escolha e tomou uma atitude que parecia boa. Mas que depois o efeito passou e o que te incomodava, voltou a incomodar ainda mais.

Se você me permite, não sou médica, mas tenho autorização do médico dos médicos para te prescrever um remédio que é bom e que é certo para curar exatamente o que você está sentindo agora: Jesus Cristo.

Não deixe sua gripe virar uma pneumonia, experimente! 

Foto: reprodução.

O óculos da vovó está na moda!

Tenho certeza que você nunca imaginou que aquela cordinha que seu vô ou a sua vó usam/usavam para segurar os óculos de grau no pescoço e não perder, um dia ia virar tendência! E não é que virou moda mesmo?!

As cordinhas e correntes estão em alta e prometem ser o acessório must have desta temporada de praia e piscina!

Seja para usar com óculos de sol ou de grau, não podemos negar que realmente é um acessório muito prático. Evita aquele problema de esquecer os óculos em qualquer lugar e protege de cair.

Assim como as pochetes, as cordinhas voltaram com uma releitura mais moderna, mas sem perder o ar retrô, para dar mais personalidade ao look. Os modelos aparecem em opções mais discretas e até em versões ultra fashionistas.

Se você optar pela cordinha mais chamativa, faça dela a peça chave do seu look e dispense outros acessórios. Lembre-se de que tudo que é demais desequilibra o visual!

Já quem ainda está com receio em apostar nesta ideia, vale experimentar os modelos mais simples e depois partir para as opções mais enfeitadas.

As fashionistas não estão achando nenhum pouco careta essa moda! E você, o que acha? 😉

Fotos: reprodução.

Tendência tule de bolinhas

Os tecidos com transparência estão com tudo já faz tempo! Mas ultimamente tem um em especial que está fazendo o maior sucesso: o tule poá.

Você também pode encontrá-lo pelo nome de tule point sprit ou plumeti. É um tipo de tule segunda pele que possui bordados que lembram bolinhas.

As bolinhas podem ser de vários tamanhos, o que não muda é o ar retrô da estampa que marcou os anos 50/60. Elas trazem charme, delicadeza e ao mesmo tempo um toque de sensualidade.

Já falamos por aqui que o poá é uma das estampas clássicas que nunca saem de moda, e o tule de bolinhas é uma maneira menos óbvia de apostar nesta moda!

Fotos: reprodução.

Um look para não passar calor

Verão combina com peças confortáveis e fresquinhas. Certo? 🙂

É por isso que o body promete ser o queridinho da temporada. Além de reunir essas qualidades, ele também é muito prático. Não precisa ficar pensando muito na hora de usar!

Você pode usá-lo com praticamente todos os tipos de parte de baixo. Por exemplo, a combinação com shorts e saias deixa o look mais despojados. Já usando com calças e peças de alfaiataria, a produção ganha uma cara mais chique. Ou seja, é uma peça versátil que pode ser usada em várias ocasiões.

E se você ainda não teve coragem de usar porque acha que o body só combina com looks sensuais, está mais do que na hora de mudar de ideia e arriscar! É claro que existem opções com um ar mais sexy, mas também tem vários modelos divertidos e mais casuais.

Fotos: reprodução.

As estampas que nunca saem de moda

Mesmo quem ama um look mais básico, não abre mão de uma peça estampada!

Elas têm o poder de dar aquele up na produção em segundos. Porém, com tantas tendências passageiras, a escolha inteligente é apostar em estampas atemporais que nunca saem de moda. Com elas você estará bem vestida sempre!

As principais são:

LISTRAS: Seja na vertical ou na horizontal, as listras têm um lugarzinho especial no nosso armário. Da nossa lista de estampas clássicas e atemporais, elas ganham o primeiro lugar unânime. Uma peça listrada consegue ser elegante e ao mesmo tempo básica, além de ser muito fácil de combinar. É muita versatilidade em uma estampa só!

FLORAL: Ela está presente em todas as temporadas de primavera e verão, sem falta! A alegria, as cores e o toque feminino da estampa floral dão um up no visual e conferem um ar mais jovem. Mas a estampa não é exclusividade do calor não, ok? Você pode usar flores o ano todo! Durante o inverno elas trazem equilíbrio para os looks mais sóbrios e quando combinadas com peças mais pesadas, dão um efeito super estiloso!

POÁ: Uma referência clássica dos anos 60 que se perpetua entre as gerações. O poá é uma estampa delicada, que embora seja cheia de bolinhas, é discreta e fácil de combinar. Com ela a peça ganha um ar vintage incrível!

ANIMAL PRINT: Talvez seja a estampa mais polêmica, porque diferente das anteriores, não é uma padronagem básica. Porém, quando você pensa que vai sair de moda, ela aparece de novo de uma forma diferente. Independente se for de onça, cobra, tigre ou zebra, a estampa animal traz um toque de ousadia para o visual. Pode ser usada para compor um look mais glamouroso, mais sexy ou ainda com uma pegada mais urbana. A combinação é que faz a diferença na hora de determinar o estilo da produção. Quem tem um pouco de pé atrás com a estampa, pode usar uma peça animal print com outras lisas e de tons neutros. O resultado é um equilíbrio super estiloso!

XADREZ: Uma estampa versátil que vai muito além das festas juninas, e pode ser usada do inverno ao verão! O xadrez nunca sai de moda, o que acontece é que existem muitas variações dele e a cada temporada uma se destaca mais. Como é o caso do xadrez Vichy. A padronagem simples de quadradinhos bem definidos é a protagonista do momento!

Fotos: reprodução.

Os 4 vestidos de noiva da Marina Ruy Barbosa

Muitas mulheres sonham com o seu vestido de noiva desde pequenas (leia-se euzinha, claro! ❤ hahaha). Agora imagina ter quatro vestidos?

Não é para quem quer, é mesmo para quem pode! E atriz Marina Ruy Barbosa, mostrou que pode muito! $$$

A it girl brasileira provou que realmente merece o posto de noiva do ano: ela e o agora marido, Xande Negrão, celebraram o casamento quatro vezes!

Cada celebração foi em um lugar diferente e com um vestido diferente. Porém, mesmo mudando um pouco o estilo de uma cerimônia para outra, podemos perceber que a essência romântica e clássica da atriz permaneceu igual.

Marina escolheu modelos de vestidos minimalistas, mas com detalhes riquíssimos. Para completar as produções clássicas, make e penteados discretos. O resultado só poderia ser maravilhoso!

CERIMÔNIA BUDISTA

Foi realizado na Tailândia e o vestido escolhido foi da estilista Paula Aziz com sobreposição, rendas, decote e transparências. O estilo mais sexy do vestido foi equilibrado com a maquiagem e o penteado simples.

CERIMÔNIA CIVIL

Para o casamento civil, Marina usou um modelo curto da estilista Patricia Bonaldi, também com transparência. O vestido tinha detalhes delicados como a gola alta, os babados e o tule de poá (point sprit).

CERIMÔNIA RELIGIOSA

A união foi oficializada de forma bem intimista apenas para familiares em uma capela. O vestido do estilista Sandro Barros tinha um ar vintage com muitas rendas e tules.

CERIMÔNIA PARA FAMILIARES E AMIGOS

Para terminar as celebrações com chave de ouro, Marina subiu ao altar em uma festa chiquérrima para familiares e amigos com um vestido de noiva tradicional assinado pela grife italiana Dolce & Gabbana.

O modelo tomara que caia tinha uma saia volumosa feita com várias camadas de tule. E como uma noiva tradicional, é claro que não poderia faltar um véu longo com detalhes de renda. 

E aí? Eu confesso que não consegui escolher o meu preferido! Amei todos! ❤

O que vocês acharam?

Fotos: reprodução.