Os coturnos são os protagonistas do look

Estilosos, poderosos e marcantes. Os coturnos vão muito além de um simples calçado, eles se tornam os protagonistas do look.

Por ser mais estruturado, antigamente até podíamos dizer que este era um calçado exclusivo do vestuário masculino e do universo do rock, mas hoje em dia ele se tornou tão cool, que conquistou as mulheres de todos os estilos.

São diversas modelos, dos mais altos aos sem salto, lisos, envernizados, com amarrações, de couro ou coloridos. Os modelos são versáteis e se adaptam aos diferentes estilos, por isso é possível montar uma produção mais romântica, mais boho, despojada ou sexy, sem problemas.

O coturno tem um charme jovem e urbano que confere personalidade ao look, por isso tem feito tanto sucesso entre as fashionistas.

Ainda tem dúvida de como combinar este calçado tão power? Então dá só uma olhada nessas inspirações:

Fotos: reprodução.

5 dicas para controlar a oleosidade

Uma pele iluminada é linda, mas quando é sinônimo de pele bem cuidada ou de uma maquiagem bem feita. Agora quando o brilho é em excesso e se chama oleosidade… Socorro!

Você também sofre com esse problema? Existem vários fatores que interferem para que a pele seja oleosa, mas o nosso clima quente é um dos principais.

Não é preciso esperar muito depois de aplicar a make para os primeiros sinais de brilho começarem a aparecer no nariz, testa e queixo. Mesmo lavando bem o rosto antes, não é o suficiente para manter a pele opaca. Por isso, vou compartilhar com vocês algumas dicas para ajudar a segurar a oleosidade.

1. LIMPEZA

Não basta lavar o rosto com um sabonete específico, é preciso passar também um tônico adstringente depois.

2. HIDRATAÇÃO

Excesso de oleosidade não quer dizer que a pele está hidratada, aliás, pode ser sinônimo de falta de hidratação. Use um hidratante que tenha ingredientes para controlar a oleosidade.

3. PROTEÇÃO SOLAR

Mesmo tendo a pele oleosa, não se pode pular etapas. A proteção solar é muito importante para proteger a pele, por isso escolha um protetor de toque seco.

5. MAQUIAGEM

Quanto mais produtos passamos na pele, maior é a tendência dela ficar oleosa. No entanto, sabemos que é difícil ficar sem make, né?! Então o segredo é usar base e corretivo matificantes, além de sombras, contornos e iluminadores que sejam em pó. Falando em pó, ele é o principal aliado da pele sequinha. Para não ficar com um efeito muito pesado, prefira o pó solto.

DICA EXTRA

Para não precisar ficar passando camadas e mais camadas de pó ao longo do dia, tenha sempre na bolsa lencinhos matificantes. Eles ajudam bastante!

 

Um blazer cinza para chamar de meu

A gente sabe que não é preciso ter um guarda-roupa lotado para compor looks bonitos e estilosos. Qualidade vale mais do que quantidade e vai além de peças bem feitas que duram anos. Quer dizer também sobre roupas curingas, que são fáceis de combinar e podemos usar o ano todo.

Eu amo peças assim, inclusive estou tão apaixonada por uma delas que vim compartilhar com vocês!

Quem aí também está de olho em um blazer cinza?

O blazer por si só já é uma peça eterna que vai bem independentemente do estilo e da estação do ano. Ele não precisa fazer esforço para dar aquela cara chique pro look. A sua modelagem clássica e impecável transita do escritório para as ruas sem ficar careta.

E o que dizer da cor cinza? A cor neutra mais cool do momento! O cinza funciona como um super substituto para fugir do preto e do branco.

É claro que esses dois elementos só poderiam resultar em uma peça desejo!

Entre as opções de blazer cinza, você pode escolher um modelo estampado. Para não perder a versatilidade, vale dar preferência para padronagem mais clássica, como o xadrez. O look vai ganhar um toque mais moderno.

Já a opção lisa é ainda mais curinga, porque não marca tanto e confere um ar requintado que é único.

Mesmo sendo uma peça de alfaiataria, o blazer não perde a sua elegância quando combinado com peças mais básicas. Muito pelo contrário, o hi-lo fica incrível!

Com a mesma peça é possível fazer uma infinidade de composições. Dá só uma olhada nas minhas inspirações favoritas:

Fotos: reprodução.

O xadrez deste ano é príncipe!

Todo ano a moda lança diferentes tipos de padronagens, das mais minimalistas até as mais futuristas. Porém, em meio a tanta novidade, sempre tem aquelas estampas clássicas que nunca são esquecidas e a cada ano aparecem mais fortes.

É o caso do xadrez! Uma estampa que vem passando de geração para geração e se tornou uma das maiores conquistas do mundo fashion.

Podemos usá-lo o ano todo, mas é principalmente na temporada de outono/inverno que o xadrez domina as ruas. Existem infinitas variações de quadriculados, possibilitando transitar em diferentes estilos. Do mais tradicional ao mais urbano.

A cada temporada uma variação diferente se sobressai. Ano passado o queridinho da vez foi o xadrez Vichy com seus quadrinhos bem definidos e ar pin-up. Esse ano, o protagonista do momento também tem uma pegada vintage, porém com riscas irregulares.

O xadrez “Príncipe de Gales” surgiu no século 19, mas ficou popular no século 20 quando passou a ser usado pelo então príncipe do País de Gales, Edward VIII. Sua padronagem apresenta um médio contraste entre as listras e o fundo e mistura um pouco o xadrez Vichy e o Pied-de-Poule. O seu padrão de cores é mais suave e neutro (cinza, preto e branco). Por ser muito usado na confecção de peças clássicas de alfaiataria, podemos considerá-lo uma variação de xadrez mais elegante.

Na hora de combinar não tem muito segredo, porque ele continua sendo uma estampa versátil. Dá para montar um look mais clássico ou fazer um hi-lo bem bacana.

É sempre bom lembrar de duas dicas que valem para qualquer ocasião e para qualquer varição de xadrez:

1. Tenha em mente que tecidos estampados chamam mais atenção do que os monocromáticos e lisos, por isso na hora de saber qual peça estampada usar, leve em consideração qual parte do corpo quer destacar mais. Dependendo do posicionamento da peça, a estampa pode aumentar ou diminuir a silhueta.

2. Existe um tipo de xadrez “recomendado” para cada ocasião. Os modelos com quadriculados menores, linhas mais finas e cores neutras são mais formais, já aqueles mais geométricos, com tamanhos maiores e coloridos, são mais casuais. Para não errar, equilibre o look combinado o xadrez com peças lisas e em tons da estampa.

Fotos: reprodução.

Cuidados obrigatórios para cabelos com química

Mudar o visual é sempre muito bom porque faz bem para a nossa autoestima! Luzes, mechas, ombré hair, platinado, morena, ruiva ou até mesmo colorida… Quem nunca fez pelo menos uma dessas mudanças né?

No entanto, quando se trata química, o cuidado precisa ser redobrado! A não ser que você more dentro de um salão, o resultado pode ir de cinderela a bruxa em alguns dias. Isso porque a química faz com que o nosso cabelo perca massa capilar (proteínas e aminoácidos) e por isso fique mais fragilizado.

Para você sair maravilhosa do salão e continuar com um cabelo saudável, existem algumas dicas que são preciosas e fazem toda diferença:

1. Vá a um salão de confiança que você sabe que vai usar somente produtos de qualidade no seu cabelo.

2. Se você for pintar e tiver a opção, prefira tonalizante em vez de tinta. O tonalizante não tem amônia e dá mais brilho.

3. Depois da química esqueça os produtos que são indicados “para todos os tipos de cabelo” e principalmente aquelas linhas mais comuns de mercado. Use shampoo, condicionador e cremes que sejam específicos para cabelos tingindos ou com química, eles além de fazer a limpeza, vão tratar os fios.

4. Faça muita hidratação! Não apenas com cremes que são apenas hidratantes, mas alterne com máscaras repositoras de massa capilar e de nutrição (faça um cronograma capilar).

5. Use produtos termoprotetores no dia a dia. Eles agem formando uma película protetora em volta dos fios protegendo contra o sol e o calor dos aparelhos.

6. Diminua ou evite usar chapinhas, secadores e babyliss. Eles ressecam e desbotam o cabelo.

Quem disse que ficar mais bonita é fácil, né? Dá trabalho, mas compensa! 😉

Ana no Vitrine: tecidos de inverno

Para quem fazia tempo que não aparecia no programa Vitrine Revista da TV Tarobá, essa semana eu me superei! hahaha 😛

Confira a matéria sobre dicas de looks

Esta segunda matéria foi super especial! Nós gravamos na Maximus Tecidos, a loja em que eu trabalho e que é nada mais, nada menos que a maior loja online de tecidos do Brasil. A pauta da vez foi sobre os tecidos de inverno que vão aparecer (e muito) nesta temporada de outono/inverno.

Você pode adquirir todos esses tecidos e muitas outras opções maravilhosas AQUI!

Além do site, a Maximus Tecidos tem loja física em Toledo e em Cascavel, no Paraná.

Manual das botas: descubra qual valoriza o seu tipo de corpo

É só fazer um friozinho que a gente já troca as sapatilhas e a sandálias pelas botas, né? Elas são confortáveis, protegem os pés/tornozelos/pernas e trazem poder para o look. Não é para menos que são indispensáveis no guarda-roupa de toda mulher!

Existem vários estilos de bota, desde modelos baixos até os mais altos, com diferentes pegadas (sexy, rocker, country, fashionista…) e com tamanhos de canos diferentes.

E no meio de tanta opção, é importante saber qual é o modelo que valoriza cada tipo de corpo e qual a melhor maneira de usá-lo para deixar a produção com o resultado que você quer.

1. CANO CURTO

Esse modelo de bota tem o cano até um pouco abaixo do tornozelo. Fica bem nas baixinhas, porque mantém as proporções equilibradas. No entanto, se a ideia é causar o efeito de silhueta mais longa, o truque de styling é usar uma meia calça ou mesmo uma calça da mesma cor que a bota.

2. ANKLE BOOTS

Traduzindo, é uma bota na altura do tornozelo. É muito versátil porque combina com mulheres de todas as alturas e tamanhos de pernas.

3. CANO MÉDIO

Seu cano vai até na metade das panturrilhas. É uma boa opção para quem tem a perna mais grossa e quer usar uma bota de cano mais alto, já que os modelos como a over the knee dificilmente fecham o zíper.

4. CANO LONGO

É o modelo de bota mais tradicional e queridinho das mulheres. O cano termina cano um pouco antes do joelho. Se for sem salto é conhecida por bota montaria. É um tamanho de cano ideal para quem tem estatura média e alta, porque o comprimento segue a proporção da altura. Já nas baixinhas, ela dá um efeito de “corte” que achata. Neste caso o truque das cores combinando com a meia/calça ajuda a alongar.

5. OVER THE KNEE

Seguindo a tradução do nome, é uma bota que vai além do joelho. De todos os modelos, é o que mais requer cuidado na hora de usar. Não valoriza as mulheres mais baixas e nem as de pernas grossas. Para dar uma ajudinha no look, criar uma ilusão de pernas mais longas é indispensável. Aposte no salto e no truque das cores.

Ana no Vitrine Revista: dicas de looks!

Eu estava morrendo de saudades de participar do programa Vitrine Revista! Fazia muito tempo que a gente estava tentando conciliar as agendas, mas estava difícil dar certo!

Daí tem aquele ditado: “se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai até Maomé. Foi bem isso que aconteceu, a equipe do programa veio até Toledo!

Nós gravamos uma matéria na loja LM sobre dicas de looks até R$500. Foram cinco produções diferentes, super estilosas e atualizadas com as tendências do momento.

Ela é a bota desejo deste inverno!

As tendências de inverno já estão dando as caras por aí e uma delas promete causar bastante frisson entre as mulheres!

A bota é o calçado indispensável de todo inverno, mas em vez de ficarmos limitadas aos modelos tradicionais, as versões coloridas, com estampas e brilho chegam para trazer um novo fôlego para as produções da temporada mais fria do ano.

Já falamos sobre as botas estilosas da moda aqui no blog, confira aqui!

Contrastando com os looks neutros e sóbrios, a bota vermelha vem para reinar! Ela já roubou a cena nos desfiles internacionais e conquistou as fashionistas.

Seja de cano alto, baixo, com salto ou não, a bota vermelha chama a atenção e por isso se torna a protagonista do look. Por isso, vale apostar em peças que não briguem com a cor da bota e assim, garantir uma harmonia perfeita.

É possível fazer diferentes combinações com ela, desde opções ousadas até opções menos chamativas. O fato é que com um calçado desse, qualquer produção básica ganha um ar fashionista na hora!

Uma dica para quem tem receio de apostar nesta tendência de cara, é escolher uma tonalidade de vermelho mais escura ou usar por dentro da calça.

Separei algumas referências de combinações para mostrar que é possível sim incluir a bota vermelha nos nossos looks sem neura:

Fotos: reprodução.