Plano Bê: se fosse a hora certa

wTenho um defeito que talvez você, na ânsia de encontrar alguém para você, não tenha percebido: não gosto de gaiolas, meu coração é livre e tratando-se de relacionamentos talvez isso não seja lá uma coisa tão boa. Ele pode até pertencer a alguém, mas não é porque ele tem para onde voltar que ele não irá voar. Ele irá voar.

De repente eu até abriria mão disso e tentaria parar para escrever a história mais linda com você se fosse hora certa. Se eu estivesse pronta, mas não estou. Não ainda, não para você e não sei quando eu vou estar.

Não faça nada por mim, não quero precisar dever satisfações a ninguém, não pense que te pertenço só porque temos causas em comum e porque eu ri da sua piada. Por que as pessoas complicam tanto as coisas? Gostar de mim é problema seu, eu não vou me sentir culpada por ser quem eu sou. Tenho mil razões pra você me querer, mas, por favor, não me queira. Não tanto, não desta maneira.

Se fosse a hora certa seria tudo diferente, mas não é e não sei se um dia será. Nossos relógios são diferentes, entende? É tipo o fuso horário Brasil/Japão: você meio dia, eu meia noite.

O que eu queria que você soubesse era isso, por hoje, por um ano ou sei lá pela vida inteira. Se por acaso você resolver me odiar tanto, por ter bagunçado seu coração a ponto de nunca mais deixar nem um bom dia na caixa de mensagens, o que mais posso fazer? Já disse que gostar de mim é problema seu.

Bethania Davies

Foto: reprodução.

One thought on “Plano Bê: se fosse a hora certa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s