Plano Bê: a cor do amor

blog

O nome do esmalte era malícia. Vermelho, intenso, vibrante. Uma cor que não condizia muito com o seu atual estado de espírito, mas ela não queria deixar que a melancolia prevalecesse. Saiu de casa para provar para si que ainda era divertido fazer aquilo, não que ela tivesse desistido em algum momento, mas naquela noite ela não queria ter que sair. Mas achou que era preciso.

Se arrependeu dez minutos depois, e uma hora depois de novo, e pelo resto da noite. Percebeu que não se acostumava com aquele lugar, com aquele rímel preto, nem com o nome daquele esmalte, pelo menos não naquela noite. Em fim olhou a redor e resolveu voltar para casa. Assumiu para si que estava fazendo tudo errado. Que tudo que mais queria era alguém que quisesse saber o que ela fazia da vida e como se chamava seu cachorro. Uma pessoa tipo aquelas que perguntam pelos pais e pedem “como foi sua segunda-feira?”.

Aquela noite ela não queria beijos de emergência com uma trilha sonora estonteante. Queria uma mão carinhosa na sua. Queria um beijo calmo e devagar daqueles que tem sua própria trilha sonora, daqueles que você abre os olhos para conferir e percebe que a pessoa está com os olhos fechados curtindo tanto quanto você o momento.  Ela queria um cinema, uma risada, uma companhia.

Queria um abraço quentinho e um olho no olho prometendo um “para sempre”. Mesmo que o para sempre durasse só até o próximo sol nascer, já teria salvado sua noite, pois ela sempre teve paixões distantes e ainda alimentava muitas, mas aquela noite ela queira alguém perto. Alguém com quem ela pudesse ser feliz sem medo da data marcada no bilhete de volta fazendo o tic-tac do relógio correr depressa. Estava cansada de longas ligações telefônicas e só promessas. Queria alguém fisicamente possível de alcançar.

Aquela noite ela estava linda, mas para ninguém. E ela estava querendo ser linda para alguém. E aquela cor de esmalte atraia gente errada, gente que não entendia seu coração nude de ingenuidade querendo só receber amor. Será que nude é a cor do amor? Não sabia, mas achava que amor de verdade tem que ter uma cor que represente verdade, calma, passividade. Uma cor que liberta, tranquiliza e traz calma para qualquer tempestade.

Ela criou sua própria tempestade mas queria parar, queria alguém que merecesse não só seu guarda-roupas, mas também seu coração. Alguém que quisesse conhecer não só seu quarto, mas seus livros e suas ideias. Alguém que quisesse entrar não só na sua casa, mas na sua vida. Queria ser de alguém.

Mas, meu Deus! Quem? Se parecia que todos os casais do mundo já tinham se encontrado e faziam questão de esfregar na cara do mundo como eram felizes. Se parecia que não tinha sobrado ninguém para ela. Ela também já tinha amado, mas não deu certo várias vezes, só que ela já estava ficando cansada e com medo de tentar. Mas aquele dia ela queria mesmo alguém.

É… Talvez ela estivesse procurando demais e nessas coisas do amor a gente deve ter paciência para não fazer bobagem.  As vezes seu humor combinava com um esmalte rosa, já tinha sido vermelho em muitas ocasiões e preto em outras. Mas ela prometeu nunca mais usar um esmalte que não combinasse com sua alma, agora, livre.

Não que a cor de um esmalte seja uma revolução, mas pensou que é nas pequenas coisas que a vida vai ensinando e que não precisava fingir para as pessoas algo que não sentia e alguém que não era. Acabou de pensar isso e caiu a ficha de que agora sim estava agindo como uma mulher, a que sempre quis ser: inteligente, dona de suas próprias atitudes e decidida. Acreditou que agora havia aprendido a lição e se na próxima esquina o amor estivesse esperando ela estaria pronta com seu sorriso aberto, alma lavada e, dessa vez, com um esmalte nude só pra garantir.

Bethania Davies

Foto: reprodução.

3 thoughts on “Plano Bê: a cor do amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s