Plano Bê: amar errado

1

Não vai morrer, não minha filha! Sossega que a saudade aperta um pouco, mas não esmaga. Sufoca, mas não asfixia.

Os sintomas? Ela tira teu sono e faz teu coração doer, e, às vezes, você pode se desidratar e secar todo o líquido do teu corpo chorando. Mas só em alguns casos, porque se você for das minhas, no meio dessa loucura toda, você vai achar um raiozinho de amor próprio e vai parar!

O remédio? Amor próprio. Olha ele aí de novo, né? Todo mundo fala tanto nesse tal de “amor próprio”, mas o fato é que anda muito difícil vê-lo por aí.

O fato é que dar conselhos todo mundo dá, mas ninguém segue a doutrina que prega.

O fato é que não existe uma poção mágica que você vai tomar e começar a se amar, o amor próprio tem que vir de dentro, da vontade de se valorizar.

O fato é que tem muita gente que não sabe amar. Eu? Imagina! Quem sou eu pra dizer que sei? Mas eu observo e vejo que amor hoje é confundido com posse, com ciúmes. Olho em volta e vejo que amor é usado como troféu, como chantagem, e até como desculpa para o mal.

O fato é que as pessoas querem encontrar o amor antes de encontrar a si mesmo, não sabem onde estão e exigem do outro um norte, não sabem quem são e exigem que o outro se posicione.

O fato é que muita gente acha que o outro tem a função de nos completar quando, na verdade, ninguém é responsável pela nossa felicidade a não ser nós mesmos. Que temos que ser inteiros para só depois sair à procura de uma metade.

Conversa chata, super clichê, blá, blá, blá, eu sei…Todo mundo fala isso o tempo todo, mas se fala o tempo todo é porque ninguém nunca ouve e assim o mundo continua dando murro em ponta de faca.

Mas o melhor fato de todos é que você leu e se encaixou em alguns itens desta lista e, pelo menos, até o próximo passo você está ciente que ninguém tem a culpa por você. Se você ama errado você vai sentir as consequências disso mais cedo ou mais tarde.

E quando aprender a amar certo vai se bastar, vai saber que ninguém morre de amor. Que ninguém merece ter a responsabilidade de nos completar e que só depois que alguém está cheio de amor por si próprio é que está preparado para amar outra pessoa.

Bethania Davies

4 thoughts on “Plano Bê: amar errado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s