Então eu achei: livro

Eu já estava angustiada, olhando diariamente essa capa (linda) há quase 4 meses. Comecei a ler esse livro em agosto de 2012. Estava ansiosa para começá-lo. Tão ansiosa que estipulei metas diárias de páginas para terminar o livro anterior, que eu já tinha começado a ler quando o comprei.

Em alguns momentos a leitura ficou arrastada, puxada, sem graça. Não tinha a mínima vontade de lê-lo e acabei começando outros livros no meio do caminho. Mas ele estava sempre ali, no criado mudo, na escrivaninha ou na minha bolsa me “assombrando”. Eu queria saber o desfecho da história, mas não tinha muita paciência para o lenga lega. Passei todo esse tempo carregando o livro para todos os lugares que eu ia: trabalho, casa do namorado, shopping e até pra academia (é, não faz muito sentido). O coitado ficou todo amassadinho…

Cheguei a procurar na internet uma resenha que contasse o final, ou que realmente despertasse em mim a vontade de terminá-lo.

Até que um dia resolvi me “livrar” dele e dar um gás na leitura. Li o “lenga lega” até que a história começou a ficar mais animada e as coisas começaram a se encaixar. Fiquei curiosa e ansiosa pelo próximo capítulo e o próximo, o próximo. O livro me surpreendeu e ficou muito bom!

Terminei o livro numa manhã de feriado, com uma dorzinha no peito e uma vontade de que tivesse um “A última carta de amor – parte 2”! Muitas coisas se acertaram no final das contas, mas não foram desenroladas pela autora.  Na minha cabeça as personagens se deram bem, mas sempre vou ficar com aquela dúvida se o que fiquei imaginando para eles realmente aconteceu.

Fiquei pensando que poderia ser uma história verídica, um filme ou até mesmo uma novela (dada a semelhança com o lenga lenga que sempre rola na metade da trama).

No final das contas adorei o livro! Mesmo!!!  Gostei tanto que sinto saudades dessa capa bonita me acompanhando e pesando na minha bolsa por ai.

E mais uma vez, vi que devo insistir na leitura mesmo quando ela fica desinteressante. Geralmente vale à pena quando chega ao final.

A ÚLTIMA CARTA DE AMOR

Autora: Jojo Moyes

Tradução: Adalgisa Campos da Silva

Editora: Intrínseca

Páginas: 378

Andresa Trentini

Captura de tela inteira 12062013 150727

Foto: Andresa Trentini.

One thought on “Então eu achei: livro

  1. Aih que bacana, estava em duvida se lia ou não este livro, querida leia tb dessa autora o livro “COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ” aihhhh lindo de mais!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s